Análise Meteorológica

Tempo severo na América do Sul entre dias 6 e 8 de Setembro

- Publicidade - Continue a ler de seguida -

Tempo severo na América do Sul entre dias 6 e 8 de Setembro

Nos próximos dias teremos a passagem de uma perturbação na América do Sul, que irá causar um aumento bastante significativo da instabilidade, com risco, particularmente, de chuva excessiva, rajadas, granizo\saraiva e tornados

Os modelos meteorológicos têm sido bastante consistentes, e o melhor modelo que temos disponível (IFS\ECMWF), que é particularmente bom no hemisfério Sul, aponta condições severas há várias atualizações consecutivas, o que leva a crer que a previsão está muito estável e não são prováveis mudanças significativas

- Publicidade - Continue a ler de seguida -

Os modelos prevêem que a instabilidade comece logo ao início da manhã do dia 6 de Setembro, em alguns locais do Nordeste da Argentina, e também do Sudoeste do Paraguai, rapidamente progredindo para sueste em direção ao Brasil, no estado do Rio Grande do Sul, durante a tarde de dia 6…

Primeiro vejamos a previsão de pressão atmosférica à superfície, onde vemos um ciclone cavado na América do Sul, que irá influenciar o tempo de forma muito significativa

Tempo severo na América do Sul entre dias 6 e 8 de Setembro


SINÓTICA

Uma frente quente avança na América do Sul, de Noroeste para Sueste, prevendo-se inicialmente bastante calor, com temperaturas muito elevadas nos dias 6 e 7 de Setembro, prevendo-se mesmo temperaturas localmente acima dos 40 graus no Paraguai, e até 35 graus no Sul do Brasil e Nordeste da Argentina, com temperaturas a 850hPA (aproximadamente 1500 metros) nos 20 a 24º, no geral

Na Quarta uma frente fria avança, e ar polar antártico começa a ser empurrado para Norte, sendo que nos dias seguintes em alguns locais do terço Sul da América do Sul a temperatura desce até 20 graus, enquanto o calor é empurrado mais para Norte…

- Publicidade - Continue a ler de seguida -

Vejamos uma animação por parte do modelo IFS\ECMWF onde vemos essa mudança, e onde vemos que este choques de massas de ar (quente chocando com frio de Noroeste para Sueste a partir de dia 6…) despoletará um cenário muito severo

Tempo severo na América do Sul entre dias 6 e 8 de Setembro


PREVISÃO

SEGUNDA, DIA 6

[the_ad id=”6411″]

Pela madrugada de dia 6, num ambiente bastante favorável, com humidade em altura suficiente, CAPE significativo (acima de 1000J\Kg), água precipitável elevada e LLS (Low-Level Shear) que suportam formação de rajadas convectivas, devemos ter a organização de algumas tempestades no Nordeste da Argentina, Sul do Paraguai e progredindo para o Sul do Brasil (Rio Grande do Sul) e Norte do Uruguai

- Publicidade - Continue a ler de seguida -

Possivelmente a zona fronteiriça dos 3 países (Argentina\Paraguai\Brasil), ou seja a zona onde estes 3 países se encontram, será a mais afetada inicialmente pela manhã (Possivelmente cidades como Corrientes e Concepción na Argentina e San Juan Bautista no Paraguai) e depois São Francisco de Assis, Santa Maria e Porto Alegre, no Brasil, já pela tarde… Também pela tarde teremos aumento da instabilidade no Norte do Uruguai

A evolução deverá ser conforme já mencionado de Noroeste para Sueste pelo que a previsão indica que a instabilidade comece pela Argentina\Paraguai e só depois evolua para o sul do Brasil e Norte do Uruguai mais para a tarde, ao mesmo tempo que na Argentina novas trovoadas\tempestades se reativam

Teremos provavelmente situações de chuva excessiva, granizo localmente grande e com acumulação, rajadas convectivas e risco tornádico (moderado)

A previsão de precipitação acumulada em 24h na Segunda-feira mostra-nos alguns dos locais que podem ser mais afetados (Modelo IFS)

Tempo severo na América do Sul entre dias 6 e 8 de Setembro


TERÇA, DIA 7

Dia da independência no Brasil, e neste feriado nacional alguns locais do Brasil (Sul) devem ser severamente afetados por este temporal

Alguns modelos estão a prever mais de 150mm de precipitação em apenas 24h, numa situação de risco extremo

Contribuindo para esta elevada precipitação está uma situação de elevada instabilidade, devido ao choque de massas de ar anteriormente mencionado

Pela madrugada de Terça-feira um sistema convectivo severo (na simulação de satélite do IFS chegamos a observar topos de nuvens a -80º…) deve desenvolver-se como resposta a esta instabilidade, num ambiente de elevada água precipitável, e low-level shear (cisalhamento) muito elevado (localmente até 50\60 nós)… Isto deve propiciar chuva excessiva, localmente com cheias rápidas, dado que o perfil vertical atmosférico favorece que, localmente, possam cair mais de 100mm em apenas uma hora e também TORNADOS, situações locais que podem ser intensas

- Publicidade - Continue a ler de seguida -

Estas serão situações pontuais, mas de uma forma mais generalizada podemos esperar, para o Nordeste da Argentina, extremo Sul do Paraguai, extremo Norte do Uruguai e Rio Grande do Sul (Brasil)

  • Chuva muito intensa
  • Rajadas localmente muito intensas com a passagem das células de maior atividade (Acima de 120km/h)
  • Elevada quantidade de descargas elétricas
  • Granizo e localmente saraiva grande (Até 3\5cm), localmente com acumulação
  • Tornados (Podem ocorrer vários e com intensidade pouco comum para a zona)

Esta situação será pouco comum para a zona, com precipitações localmente históricas, que podem deixar recordes, e que podem propiciar situações de RISCO DE VIDA pelo que se sugere que sigam atentamente os alertas das autoridades neste feriado da independência brasileiro

Em baixo vemos a simulação de satélite IFS\ECMWF onde vemos claramente este sistema convectivo severo, e também imagem de previsão de água precipitável (que evidencia claramente o risco de chuva excessiva) assim como low-level shear (que evidencia o risco de tornados)

Além disso temos também a acumulação de precipitação em 24h (relembro que localmente pode chover bem mais)

SIMULAÇÃO DE SATÉLITE

Tempo severo na América do Sul entre dias 6 e 8 de Setembro


ÁGUA PRECIPITÁVEL

Tempo severo na América do Sul entre dias 6 e 8 de Setembro


LOW-LEVEL SHEAR

Tempo severo na América do Sul entre dias 6 e 8 de Setembro

- Publicidade - Continue a ler de seguida -

PRECIPITAÇÃO EM 24H

Tempo severo na América do Sul entre dias 6 e 8 de Setembro


QUARTA, DIA 8

[the_ad id=”6412″]

Na Quarta o tempo mais severo deve começar a desaparecer, mas com a passagem de uma frente fria o tempo continuará instável, especialmente no Sul do Brasil, evoluindo novas trovoadas\tempestades de Sudoeste para Nordeste, desde o Rio Grande do Sul, onde de manhã ainda se espera alguma chuva e risco de vento forte, em direção a Santa Catarina…

Nas zonas fronteiriças entre estes dois estados no período da tarde de Quarta-feira volta a haver risco meteorológico elevado, em zonas como Caxias do Sul, Passo Fundo etc… com a seguinte previsão

  • Chuva localmente excessiva (até 50mm em apenas uma hora e até 100mm em 3 horas)
  • Risco de rajadas convectivas severas
  • Risco de granizo
  • O risco de tornados deverá ser mais baixo durante a tarde (permanecendo elevado durante a manhã no Rio Grande do Sul)
  • Descida da temperatura no Sul do Brasil, com tendência para subida mais para Norte deste mesmo país…

Na Argentina e Paraguai\Uruguai o risco de tempo severo é mais reduzido neste dia, esperando-se até períodos de sol

Na imagem abaixo (precipitação em 24h) podemos ver o risco de chuva localmente intensa…

Tempo severo na América do Sul entre dias 6 e 8 de Setembro


DIAS SEGUINTES 

Melhoria do tempo, situações pontuais de instabilidade

Descida da temperatura muito significativa nos locais afetados pela tempestade que têm agora temperaturas cerca de 10 graus acima da média e passam a ter temperaturas até 10 graus abaixo da média

Poderá haver nova situação de instabilidade intensa dentro de 7\8 dias, mas essa situação requer ainda análise

De notar também que nos próximos dias zonas da Colômbia (Oeste) devem receber muita chuva, com risco de cheias

Fica o total de precipitação acumulado previsto pelo modelo IFS para os próximos 10 dias (Até dia 15 de Setembro)

- Publicidade - Continue a ler de seguida -

Tempo severo na América do Sul entre dias 6 e 8 de Setembro


EM RESUMO

  • Segunda-feira, dia 6, com risco de chuvas torrenciais e rajadas\granizo a evoluir do Nordeste da Argentina\Sul do Paraguai para o Sul do Brasil e extremo Norte do Uruguai
  • Terça-feira, dia 7, com RISCO ELEVADO de chuvas muito intensas em especial no Nordeste da Argentina, Sul do Paraguai e estado do Rio Grande do Sul, no Brasil, com risco, em especial, de cheias rápidas e tornados
  • Quarta, dia 8, com melhoria, mas ainda com mau tempo no Sul do Brasil, diminuindo ao final do dia
  • Muito calor nestas regiões nos dias 6 e 7, com descida acentuada de temperatura nos dias seguintes
  • Dias seguintes com instabilidade mais a Norte, com risco de cheias na Colômbia, mas também com trovoadas no Norte do Brasil, e dentro de 6 a 8 dias possibilidade de novo evento de mau tempo nos mesmos locais atingidos por esta tempestade… (ainda em análise…)

Se considera as previsões\informações da Luso Meteo importantes, e lhe são úteis, e gostaria de ajudar com um donativo para a manutenção deste projeto pode fazê-lo através de

MBWay: 918260961

IBAN: PT50 0007 0000 0029 3216 7422 3

Muito obrigado!

Luso Meteo

A Luso Meteo é um serviço de informação e previsão meteorológica, focado essencialmente em Portugal, mas também com um olhar atento ao mundo, ao clima, e a tudo o que se vai passando, para lhe trazer todas as informações, sempre atualizadas e relevantes, para que possa planear os seus dias e as suas atividades.

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo