Normalmente associamos o Verão a tempo estável, quente, e sem chuva no geral

Mas o Verão (E também partes da Primavera) é também um período associado a trovoadas, quer seja em Portugal, quer seja no resto da Europa, Estados Unidos, etc

Portugal é um dos países com menos trovoadas, no geral, no Verão, mas ocorrem frequentemente, particularmente em Maio\Junho, e depois por vezes em Agosto\Setembro

Mas e os fenómenos extremos de granizo gigante que por vezes vemos, trovoadas muito fortes, enxurradas, etc, são normais com trovoadas de Verão? Sim, e não…

 

TROVOADAS DE VERÃO: MECANISMO DE FORMAÇÃO

As trovoadas de Verão formam-se devido ao aquecimento diurno, no geral, e diferenças de temperatura entre as camadas baixas e altas da atmosfera

Geralmente quando há muito calor à superfície, uma bolsa de ar frio em altitude, e humidades em várias camadas da atmosfera estas trovoadas podem surgir, podendo ser mais fracas ou mais intensas, dependendo da energia disponível (CAPE) que está também relacionado com estas diferenças de temperatura entre várias camadas da atmosfera

Assim sendo em Portugal ocorrem quando uma bolsa de ar frio se descola da corrente de jato e acaba a oeste\sudoeste ou sobre Portugal Continental, injetando o tal ar frio em altitude e humidades

São geralmente mais prováveis no Interior, em Portugal, pois o efeito da Nortada no litoral, que surge geralmente durante a tarde, acaba por anular as condições para formação de trovoadas, ao amenizar e assim cortar\inibir a formação das trovoadas, visto que a diferença de temperatura entre superfície e altitude deixa de ser tão alta

Em Portugal por vezes pode haver trovoadas severas, no entanto noutros países da Europa, nomeadamente mediterrâneo, Balcãs, mesmo no centro da Europa são muito mais frequentes, chegando por vezes a haver granizo severo, inundações graves, e trovoadas muito frequentes. Por vezes podem mesmo surgir tornados e outros fenómenos de vento extremo associados

Em relação ao mecanismo de formação das trovoadas pode ler mais AQUI

 

FREQUÊNCIA DE TROVOADAS NO VERÃO: ESTÁ A AUMENTAR, DIMINUIR, OU IGUAL?

No geral, em Portugal, e olhando a dados dos últimos 30 anos, chegamos a uma conclusão, as trovoadas têm sido menos frequentes em Portugal, e por outro lado mais frequentes em Espanha

Isto deve-se, provavelmente, à intensificação e aproximação do anticiclone à Península Ibérica, que leva a que estas situações de “Cut-off”, ou depressões isoladas, acabem por ser empurradas mais para leste, neste caso para Espanha, por exemplo

O leste\sueste Espanhol é frequentemente assolado por fortes trovoadas

No entanto estas trovoadas continuam a ocorrer, por vezes, e quando ocorrem podem ser mais severas que o normal, visto que a energia disponível pode ser maior, devido a enormes anomalias que por vezes ocorrem, efeito das alterações climáticas

Já na Europa, e no geral, a frequência parece estar a aumentar ligeiramente, em especial no mediterrâneo

 

TROVOADAS SEVERAS: É NORMAL HAVER FENÓMENOS EXTREMOS COM TROVOADAS DE VERÃO?

Granizo com mais de 10 cms, inundações, tornados, e outros fenómenos extremos têm sido reportados nos últimos anos com trovoadas de Verão um pouco por todo o mundo

Mas é normal isso acontecer?

Sim, é… Na realidade isso sempre ocorreu, mas a proliferação das redes sociais e facilidade de acesso a informação faz com que fiquemos mais informados e tenhamos mais informação que antes não tínhamos

Mas também é verdade que esses fenómenos podem ser ligeiramente mais extremos e mais frequentes hoje em dia, devido a anomalias já referidas

Mas este tipo de fenómenos é perfeitamente normal no Verão, sendo que mesmo em Portugal já ocorreu no passado