Resumo de Maio…

Maio foi um mês extremamente complexo para prever… Normalmente já o é, mas desta vez foi ainda mais notório, com várias situações em que mesmo a 48h os modelos meteorológicos tiveram tremenda dificuldade

Foi um mês com enorme variabilidade…

No Continente a primeira semana foi marcada por início fresco e com alguma chuva, rapidamente no final da primeira semana no entanto surgiram dias mais quentes… O padrão atmosférico presente foi caracterizado por alta pressão na Gronelândia, que acabou por “dividir” duas depressões, que assim “cavaram” na Europa e a Noroeste dos Açores

Isso provocou um tempo fresco e instável no Continente, inicialmente, e depois os tais dias mais quentinhos entre dia 5 e 8 sensivelmente devido a uma crista anticiclónica

Nas ilhas o tempo esteve estável e ameno, com influência anticiclónica

Podem ver uma carta que exemplifica isto mesmo em baixo


Na segunda semana de Maio tivemos a continuação da alta pressão no Altântico Norte, que forçou depressões e bolsas de ar frio a descerem em direção à Península Ibérica… Por essa razão tivemos tempo instável e frio para a época

Nos Açores a meio desta semana houve alguma instabilidade, mas no geral o tempo esteve estável… Já na Madeira tivemos geralmente tempo seco

Em termos de temperatura média, e precipitação, para os primeiros 15 dias do mês temos o seguinte

TEMPERATURA: 1\2 graus abaixo da média, no geral no Continente

PRECIPITAÇÃO: Normal no litoral Norte e Centro, e ligeiramente abaixo do normal no Interior e a sul do Vale do Tejo

Podemos ver essas cartas de anomalia pelo Tokyo Climate Center em baixo

Regional map


Regional map


A terceira semana de Maio foi uma semana com divisão entre Norte e Sul…

Tivemos muitas nuvens e alguma chuva fraca a Norte e partes do Centro, enquanto a Sul o sol ia aparecendo, assim como o calor. Tivemos já dias com temperaturas acima de 30 graus no Sul, enquanto a Norte reinavam os 20’s (baixos)

O padrão atmosférico foi marcado por um anticiclone “reto” e ainda relativamente baixo em latitude, que permitiu o fluxo Sudoeste húmido…

Nota para um dia mais quente, dia 19, mas rapidamente com o anticiclone muito a Oeste a temperatura voltou a descer

Nota para a chuva que foi caindo também nos Açores, com a Madeira a ter tempo geralmente mais seco

Já na última semana do mês, já depois da passagem de uma frente no primeiro dia da semana, tivemos a chegada de algum calor, ao Interior, com o litoral a continuar com tempo fresco

Fizeram-se sentir temperaturas a rondar 35 graus em alguns locais do Interior, e a estabilidade foi mais dominante… Ainda assim nuvens presentes no litoral constantemente, e as trovoadas do último dia no Interior foram destaques…

Alguns aguaceiros nas ilhas, com tempo mais fresco que o habitual nesta semana…

De forma geral a segunda quinzena foi marcada por temperaturas perto do normal, sendo ligeiramente abaixo no litoral Norte e ligeiramente acima a Sul, e também por precipitação perto do normal no litoral Norte e Centro, e abaixo do normal nas restantes regiões

Essas cartas de anomalia podem ser vistas abaixo, novamente pelo Tokyo Climate Center

Regional map


Regional map


De uma forma geral o mês foi normal, tanto em temperatura como precipitação, com ligeiros desvios aqui e acolá… Pode também destacar-se que em termos de vento também foi normal, com variabilidade, algumas depressões a causarem vento intenso, perfeitamente normal, mas a falta de um anticiclone bem instalado também fez com que a nortada ainda não se fizesse sentir tanto

A lestada também não esteve muito presente. Em termos de horas de sol, e aqui sem dados concretos, apenas alguns registos, terá sido um mês com um pouco menos de sol que o normal, especialmente a Norte e no litoral

Na Europa o mês foi geralmente fresco, enquanto mais a Norte tivemos temperaturas acima da média (No Ártico), o que contribuiu para degelo, que mantém um ritmo elevado a caminho do recorde (Desde que há registos…)

Podem ver a carta de anomalia de temperatura em baixo


SECA

O nível de água no solo desceu em Maio, como é normal, estando em valores compreendidos entre 40 a 80% a Norte e 20 a 40% a Sul, isto no geral

É relativamente normal para a época

Em relação ao índice PDSI, é provável que se mantenha seca fraca\moderada em alguns locais do Centro, Sul, e Interior Norte


Em resumo… Um mês normal em precipitação e temperatura, que ameaçou muito calor no fim, mas que não cumpriu pois uma depressão impediu esse calor, tendo permitido algumas trovoadas

Junho promete mais calor… Se tiverem interesse podem ler a previsão AQUI

Talvez lhe interesse...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *