Trovoadas intensas no fim do mês – Instabilidade significativa

Maio é normalmente sinônimo de trovoadas, mas este ano, até ver, não as houve

No entanto, para fazer justiça ao nome, Maio tem ainda um truque na manga, e nos últimos dias do mês irá trazer-nos trovoadas que devem ser bem intensas

No sul do país menor humidade e maior presença de poeiras devem impedir as trovoadas, e aguaceiros, no geral, no entanto mais a Norte a instabilidade será até bastante significativa

Isto deve-se à aproximação de uma depressão em altitude, que provocará um forte choque de massas de ar, depois do forte calor de dia 30 teremos tempo bem mais fresco e instável

Fica uma carta que mostra precisamente essa depressão a posicionar-se perto da península Ibérica (continuem a ler para a previsão detalhada)


30 DE MAIO

Tempo muito quente

Depois de uma noite com temperaturas próximo dos 20 graus em muitos locais, temos o dia mais quente do ano até agora, com máximas bem acima dos 30° em boa parte do território, e mesmo localmente próximas dos 35 graus (podem até ser acima nos pontos mais quentes)

Já no dia 30 há um pouco de instabilidade, e devem surgir nuvens de tarde, no entanto ainda com baixa humidade e sem grande probabilidade de aguaceiros ou trovoadas. No entanto já fica o aviso…

Carta em baixo com máximas para dia 30 pelo modelo GFS


31 DE MAIO

Dia com sol e ainda calor, noite quentinha e algo abafada

Mas chegam trovoadas pela tarde. A previsão atual é de instabilidade bem significativa, com alguns modelos a apontarem índices de instabilidade que podem potenciar fenómenos muito intensos de chuva, trovoadas e granizo

Maio não se quis ir embora sem deixar uma marca

Temperaturas muito difíceis de prever (serão influenciadas pela proximidade da depressão), mas ainda estará quentinho

A maior preocupação poderá ser o granizo grande

Em que zonas?!

É provável que as trovoadas sejam mais intensas no interior, particularmente Norte

É possível que seja um final de tarde com risco de trovoadas muito intensas em especial no Interior Norte

Haverá provavelmente risco de inundações e granizo grande

No sul as condições são menos favoráveis pelo que a ocorrência de trovoadas será mais limitada

Tanto no dia 31 de Maio como 1 de Junho haverá essa possibilidade, estando os dias seguintes ainda por afinar a previsão

Fiquem atentos à previsão mais detalhada mais próxima do dia

Fica em baixo uma carta do modelo ARPEGE que nos mostra a previsão de energia potencial convectiva (E zonas com maior potencial para trovoadas fortes, haja humidade)

Fica ainda uma carta de previsão de concentração de poeiras, pelo modelo IFS


CAPE, modelo ARPEGE


Poeiras, modelo IFS


AÇORES E MADEIRA

Nas ilhas também poderá haver precipitação, nos dias 29/30 na Madeira, com eventuais aguaceiros, e depois nos Açores com a chegada de uma frente com chuva, embora pouca

Tudo indica que serão situações passageiras e sem grande importância

No entanto dado o comportamento atmosférico previsto há possibilidade de episódios pontuais de mau tempo na Madeira mais para a frente

Nas imagens em baixo fica a previsão de precipitação até final do mês nas ilhas, pelo modelo IFS (continuem a ler para informação atualizada para o início de Junho)


INÍCIO DE JUNHO

  • Tempo temporariamente mais fresco
  • Instabilidade ocasional (?)
  • Nortada
  • Nuvens
  • Subida da temperatura novamente a partir de dia 4/5
  • Calor intenso a partir de dia 5/6 (?)
  • Calor a chegar ao litoral (?)

Obrigado pela sua preferência e visitem o site em www.lusometeo.com pois em breve será publicada previsão detalhada para Junho!

Talvez lhe interesse...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *