Depressão HORTENSE: Agravamento muito significativo do estado do tempo ao final desta Quinta-feira

A depressão Hortense, nomeada pela AEMET, localiza-se neste momento a Noroeste da Península Ibérica

A frente associada, na hora de escrita deste artigo (21\01\2021, 08H15) começa a afetar o Noroeste de Portugal Continental, sendo que durante as próximas horas, ao longo desta Quinta-feira, se espera mau tempo em todo o Norte e Centro, e alguma chuva mais fraca\moderada a evoluir para Sul a partir da tarde, sendo que o vento a Sul é muito menos intenso

Assim, e para as regiões a Norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela é esperado um agravamento bastante significativo do tempo

Ao final do dia um núcleo depressionário em passagem pelo Noroeste Peninsular irá causar um agravamento mais significativo. Essa situação merece maior atenção, pela possibilidade de rajadas superiores a 100km/h em vastas áreas do Norte

Primeiro vejamos a carta de previsão frontal, com a depressão Hortense assinalada (Fonte AEMET) e a imagem de satélite que confirma esse mesmo posicionamento da Hortense


Assim ao longo do dia, e até às 21h, os efeitos expectáveis da  depressão Hortense são

  • Chuva forte no Norte a partir da manhã, passando a aguaceiros pela tarde, por vezes intensos
  • Chuva forte no Centro a partir da tarde
  • A Sul chuva mais fraca para o meio da tarde
  • Vento com rajadas até 80km/h no litoral, e até 100km/h nas terras altas

A juntar a isto temos ondulação elevada no litoral Ocidental com ondas entre 4 a 8m, sendo que serão mais elevadas no litoral Ocidental Norte e Centro

A situação de vento será mais sentida no litoral dos distritos de Viana do Castelo, Braga, Aveiro, Porto e Coimbra, assim como nas terras altas acima de 600 metros. Nas restantes regiões irá sentir-se vento, sem risco meteorológico

Convém também destacar que, ATÉ ÀS 21H e nas regiões acima referidas, apesar de haver bastante vento, é uma situação comum de Inverno

Em baixo poderá ver a animação da previsão de precipitação entre as 9 e as 21h de dia 21 de Janeiro, assim como vento e também agitação marítima


CHUVA


VENTO


AGITAÇÃO MARÍTIMA


A PARTIR DAS 21H E ATÉ ÀS 6H

Passagem de um núcleo depressionário sobre o Noroeste Peninsular, com agravamento, com possibilidade de CHUVA FORTE, TROVOADAS LOCALIZADAS e RAJADAS, essencialmente no Norte do país

A instabilidade associada pode desencadear situações locais de vento extremo nos distritos de Viana do Castelo, Porto, Braga, Vila Real, Viseu, Bragança e Guarda

No geral, nos distritos acima referidos, o vento pode soprar com rajadas de 90km/h nas zonas mais litorais e 110km/h nas terras mais altas, acima de 600m, no entanto é possível que localmente os 110km/h sejam ultrapassados devido a fenómenos de pequena escala, como rajadas convectivas severas

Abaixo dos 600m de altitude, e mais longe do mar, o vento não deve ir além dos 50\70km/h, havendo sempre essa possibilidade de vento mais severo (Lembro que este tipo de fenómenos mais locais não dá para prever onde vão ocorrer, afetando zonas com baixa área, ou seja pode afetar uma rua e não a rua ao lado)

Existe uma pequena probabilidade, muito baixa, da ocorrência de algum tornado no Minho e Douro

Fica em baixo uma carta do modelo ARPEGE que nos mostra (A vermelho) as zonas de maior risco (Ventos superiores a 85km/h, podendo ser localmente superiores a 110)

Talvez lhe interesse...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *