Depois do calor extremo, as trovoadas severas, com possíveis fenómenos extremos na Europa. Portugal à margem de tudo isto

Depois do calor extremo, as trovoadas severas, com possíveis fenómenos extremos na Europa. Portugal à margem de tudo isto

Depois do calor extremo que bateu recordes na Europa, devido a uma subida de uma massa de ar quente para latitudes pouco comuns, tendo mesmo a temperatura a 850hPA (1500m) sido a mais alta já registada em muitos pontos, mesmo bem a Norte, como no Reino Unido

Numerosos países bateram recordes mensais, desde França a Alemanha, tendo a França batido mesmo o seu recorde absoluto, com quase 46 graus

Infelizmente há mortes confirmadas devido a esta onda de calor

Depois desta onda de calor espera-se agora uma situação de trovoadas, e bem intensas, com possibilidade de fenómenos extremos, como situações de granizo grande, inundações rápidas, rajadas severas, começando já neste primeiro de Julho, e durando vários dias, particularmente nos locais que foram mais afetados pelo calor extremo

Espera-se assim que o sul de França, Áustria, Alemanha, norte de Itália, países de leste europeu etc, venham a sofrer com trovoadas muito intensas e que podem potencialmente provocar danos

Portugal ficará à margem de tudo isto, com mais uma depressão isolada um pouco a oeste, e assim sendo trovoadas não devem surgir, o tempo continua algo húmido e ameno\quente, e sem chuva significativa, pelo menos até dia 8

Esta situação continua a ser propícia para que Espanha e sul de França, em particular, continuem com temperaturas muito elevadas

Para a segunda quinzena o padrão vai mudar, quase certamente, faltando definir exatamente o que deverá acontecer

lusometeopt

Felgueiras

Os comentários estão fechados.

Atualmente estás offline

Voltar