Análise meteorológica semanal: Ciclone Miguel, o regresso da seca extrema, e o Verão tímido em Junho

Análise meteorológica semanal: Ciclone Miguel, o regresso da seca extrema, e o Verão tímido em Junho

Esta semana de 2 a 8 de Junho em Portugal Continental ficou marcada pela passagem do ciclone Miguel, um ciclone invulgar para Junho

Este ciclone alcançou força de tempestade tropical, a norte da Galiza, no entanto trata-se de um ciclone não-tropical, típico de Inverno, daí ser invulgar em Junho

Esta situação provocou ventos fortes, com rajadas máximas de cerca de 90km\h, e precipitação moderada a forte, com acumulado razoáveis para Junho, mas foi em Espanha e França onde foi mais sentido, com rajadas localmente até 130km\h

Em baixo ficam dados de registos de vento e precipitação em Portugal, provocados pelo Miguel, e também um quadro de ventos máximos em França provocados pelo mesmo ciclone

 

De resto esta semana ficou marcada pelo tempo atípico para Junho, com temperaturas bem abaixo da média

Isso é uma boa notícia, visto que no final de Maio a seca regressou a todo o território, havendo já também algumas áreas novamente em seca extrema

A água no solo também diminuiu de forma preocupante

A sul não se prevê precipitação, pelo que a seca continuará a agravar, e apesar de alguma chuva a Norte\Centro nesta semana que passou, que dá sempre uma pequena ajuda, a seca continuará até ao fim do Verão…

De resto prevê-se que Junho continue de forma atípica pelo menos mais 7 dias, com temperaturas bem abaixo da média

 

Nas Ilhas o tempo continua estável, mas há a possibilidade de uma situação de instabilidade mais intensa para meio do mês nos Açores

Estes últimos tempos têm sido bastante calmos na Madeira, e assim continuará, com fluxo Norte, e alguns aguaceiros fracos

 

NA EUROPA

Onde de calor muito intensa para grande parte da Europa nos próximos dias…

Até meio do mês na Europa de Sul e na Europa de Leste as temperaturas podem vir a estar até 15 graus acima da média em alguns locais

Mas além deste calor haverá também instabilidade severa, com trovoadas intensas um pouco por todo o lado na semana de 9 a 14 de Junho, a exceção poderá ser Portugal

Isto deve-se ao choque de massas de ar que irá ocorrer, com massas de ar frio mais a Norte

 

Podem ler a previsão semanal AQUI

lusometeopt

Felgueiras

Os comentários estão fechados.

Atualmente estás offline

Voltar