Muitas vezes ouvimos, ou lemos, na comunicação social sobre tornados e furacões, e muita gente confunde estes dois fenómenos, incluindo claro está, a comunicação social…

Na realidade um tornado e um furacão são totalmente diferentes, quer na sua estrutura, quer na sua formação\génese, e também nos danos que podem causar

Vamos então falar um pouco sobre estes fenómenos extremos, incluindo também microbursts e downbursts, que já passo a explicar o que são, e qual a diferença para um furacão\tufão

 

Fonte da imagem: https://www.youtube.com/watch?v=W0LskBe_QfA

 

MICROBURST\DOWNBURST

Um microburst\downburst é um fenómeno convectivo associado a trovoadas severas, que consiste numa forte corrente descendente que causa ventos muito violentos localizados, que podem ser muito destrutivos, derrubando árvores e outras estruturas com facilidade

Um microburst pode ser classificado como seco, caso não ocorra precipitação, ou húmido, caso ocorra precipitação, sendo que estes são os mais comuns

Um microburst começa com uma corrente descendente da base da nuvem, acelerando, atingindo o solo, e propagando-se horizontalmente, provocando ventos muito fortes numa área relativamente pequena, embora por vezes possa ser relativamente maior (Por vezes chamado “macroburst”)

Este fenómeno é MUITO perigoso para a aviação, um microburst quando um avião está próximo do solo pode facilmente provocar um acidente fatal, e por isso os aviões estão equipados com equipamento sofisticado de deteção de microbursts, como radares doppler no “nariz” do avião

 

TORNADOS

Os tornados são provavelmente o fenómeno meteorológico mais destrutivo, causando enorme devastação por onde passam

Os tornados consistem de uma coluna de ar rotativa, um “vórtice”, por vezes formado em condições específicas durante trovoadas severas

Um tornado também é um fenómeno de pequena escala, embora por vezes um tornado possa devastar áreas com alguns km’s

Para se formar um tornado são necessárias condições muito específicas, e por isso em Portugal ocorrem pouco frequentemente, embora anualmente haja tornados em Portugal, embora normalmente com pouca intensidade

Algumas curiosidades

  • Um tornado pode variar entre 100m de diâmetro até 3kms!
  • Um tornado no hemisfério Norte tem rotação no sentido contrário aos ponteiros do relógio
  • Os ventos de um tornado normalmente andam entre 100 a 200km\h, embora alguns tornados mais poderosos possam atingir velocidades de vento superior a 400km\h
  • Os Estados Unidos da América são o país do mundo com mais tornados por ano, em média

 

FURACÕES\TUFÕES

Os furacões\tufões ao contrário dos tornados e outros fenómenos já abordados neste artigo são fenómenos destrutivos de longa duração e larga escala

Por vezes podem andar 1 mês à “deriva” no oceano antes de se dissiparem ou atingirem terra

Um furacão ou tufão é exatamente a mesma coisa, são ambos sistemas de baixa pressão de origem tropical, a diferença está onde se formam, sendo que um furacão se forma no Atlântico, enquanto um tufão se forma no Pacífico

Em outros locais como Oceano Índico chamam-se simplesmente “ciclones tropicais”, mas é apenas uma questão de nomes, é tudo a mesma coisa

Os ciclones tropicais originam-se em áreas propícias, com águas oceânicas quentes, ar húmido, baixo cisalhamento de vento (Ventos divergentes em altitude, o que permite grande desenvolvimento vertical das nuvens) entre outros fatores

Uma área onde muitos furacões se formam é a costa oeste de África, perto de Cabo Verde, são até popularmente conhecidos como “furacões do tipo Cabo Verde”, e podem ser os mais destrutivos, pois possuem uma larga área para se “alimentarem” no oceano, atingindo frequentemente a categoria de furacão “major”

Podem seguir rumo aos EUA, mas por vezes rumam para Norte passando pelos Açores, ou mais raramente, mas não impossível, seguirem rumo à Península Ibérica ou ainda mais para Norte, para o Reino Unido

De referir que estes sistemas quando chegam à Península Ibérica ou Reino Unido quase certamente perdem as características tropicais devido à baixa temperatura da água do mar, no entanto continuam a ser tempestades violentas (Exemplo Ciclone “Leslie”)

A principal diferença de um furacão para um tornado, ou outro fenómeno de pequena escala como um tornado ou microburst é mesmo o tamanho, um tornado é um fenómeno muito localizado, enquanto um furacão pode afetar um país inteiro, ou até mais que um país