Todos nós já ouvimos falar, de uma forma ou outra, no fenómeno El Niño e, a verdade, é que muita gente desconhece o que isto é e até se assusta quando houve, quer nas notícias, quer nas redes sociais ou outros meios falar neste fenómeno, como se fosse algo de “grave” ou “raro”

Mas afinal o que é o El Niño, e, já agora, La Niña, outro fenómeno relacionado?

Continuem a ler para descobrir!

 

EL NIÑO: O QUE É?

El Niño é uma palavra usada para descrever uma anomalia positiva de temperatura da água do mar (mais de 0,5º) normalmente focada na zona do pacífico equatorial centro\leste, resultado de interação entre a atmosfera e os oceanos

Este fenómeno é irregular, significando que não ocorre todos os anos, ocorrendo em ciclos irregulares

Em sentido oposto uma anomalia negativa da água do mar (água mais fria) no pacífico equatorial denomina-se “La Niña”

Os estudos concluem que enquanto o El Niño tem impactos no clima um pouco por todo o planeta, esses impactos são algo irregulares e difíceis de prever, devido a outras teleconexões que podem suprimir os possíveis efeitos do El Niño

 

EFEITOS DO EL NIÑO NO CLIMA

Este fenómeno tem um grande impacto na formação de ciclones tropicais, principalmente se se formar durante a primavera e prolongar-se até ao Verão, uma vez que normalmente aumenta a frequência de tempestades tropicais\tufões no pacífico leste, no entanto tem tendência a suprimir a formação de furacões no Atlântico

Em relação ao clima na Europa aqui as coisas tornam-se mais complicadas, no entanto estudos verificam que pode aumentar a temperatura no Atlântico Norte, isso pode ter por consequência Verões tipicamente mais quentes na Europa Ocidental, mas potencialmente mais instáveis, também

Mas como já referi tudo isto está dependente de outras teleconexões que facilmente anulam esta tendência, por isso não é 100% seguro dizer que o El Niño terá efeitos, e quais os efeitos

Em relação ao resto do mundo, na Oceânia a tendência é para tempo mais seco e quente, assim como em outras partes do pacífico, enquanto por outro lado numa boa parte de África as tendências indicam chuva acima do normal em anos de El Niño, embora na parte Sul de África isso possa não ocorrer

Na Ásia estudos concluem que a ligação é difícil de perceber, embora haja ligação entre meses\anos secos em alguns países onde normalmente chove mais, e chuvosos em locais onde chove menos

Também na América do Norte a ligação entre o El Niño e o clima é difícil de prever, embora esteja ligada a condições mais amenas e secas mais a Norte (Canadá)