Archive em 1 Julho, 2019

Nebulosidade irá persistir no litoral nos próximos dias, mas nortada abranda

Os próximos dias, no litoral, irão continuar a ser marcados pela presença de nebulosidade matinal, em especial no litoral Centro (Aveiro, Coimbra, Leiria, talvez possa chegar ao litoral de Lisboa)

Essa nebulosidade irá fazer com que as manhãs sejam algo desagradáveis, no entanto durante a tarde a nebulosidade poderá dar lugar ao sol em muitos locais

A nortada irá abrandar, ou desaparecer, e isso fará com que as tardes se tornem mais agradáveis

Espera-se também a possibilidade de ocorrência de chuvisco, particularmente entre Quarta e Sexta, no litoral Centro\Sul

Talvez no fim-de-semana volte a chuviscar no litoral Norte

No Interior, por outro lado vamos continuar com um tempo marcado por poucas nuvens e algum calor, típico da época

Em termos de trovoadas a probabilidade é baixa, e podem ocorrer apenas nas áreas fronteiriças, nada de mais

O tempo mais quente e seco terá de esperar mais uns dias, o Verão vai continuar relativamente fresco, e húmido, mas dentro dos normais

Depois do calor extremo, as trovoadas severas, com possíveis fenómenos extremos na Europa. Portugal à margem de tudo isto

Depois do calor extremo que bateu recordes na Europa, devido a uma subida de uma massa de ar quente para latitudes pouco comuns, tendo mesmo a temperatura a 850hPA (1500m) sido a mais alta já registada em muitos pontos, mesmo bem a Norte, como no Reino Unido

Numerosos países bateram recordes mensais, desde França a Alemanha, tendo a França batido mesmo o seu recorde absoluto, com quase 46 graus

Infelizmente há mortes confirmadas devido a esta onda de calor

Depois desta onda de calor espera-se agora uma situação de trovoadas, e bem intensas, com possibilidade de fenómenos extremos, como situações de granizo grande, inundações rápidas, rajadas severas, começando já neste primeiro de Julho, e durando vários dias, particularmente nos locais que foram mais afetados pelo calor extremo

Espera-se assim que o sul de França, Áustria, Alemanha, norte de Itália, países de leste europeu etc, venham a sofrer com trovoadas muito intensas e que podem potencialmente provocar danos

Portugal ficará à margem de tudo isto, com mais uma depressão isolada um pouco a oeste, e assim sendo trovoadas não devem surgir, o tempo continua algo húmido e ameno\quente, e sem chuva significativa, pelo menos até dia 8

Esta situação continua a ser propícia para que Espanha e sul de França, em particular, continuem com temperaturas muito elevadas

Para a segunda quinzena o padrão vai mudar, quase certamente, faltando definir exatamente o que deverá acontecer

Voltar