ATUALIZAÇÃO A MÉDIO PRAZO: CHUVA, FINALMENTE?! NÃO ESTÁ FÁCIL…

ATUALIZAÇÃO A MÉDIO PRAZO: CHUVA, FINALMENTE?! NÃO ESTÁ FÁCIL…

Possibilidade de tempo mais chuvoso, finalmente, a partir do fim do mês, mas com elevada incerteza

Continua sem haver concordância total entre modelos para dias 22 a 27, e portanto para esses dias o cenário atual mais provável aponta para aguaceiros a Norte\Centro, de neve em altitudes de 600\800m, mas sujeito ainda a mudanças

A hipótese de neve a altitudes mais baixas é neste momento de apenas 10%, diria, mas não se descarta ainda (Isto entre dias 22 e 27)

Até dia 27\28, e tirando a pouca chuva amanhã, no Sul não deverá chover praticamente nada

A partir de dia 27\28 poderia haver uma mudança no padrão, com maiores possibilidades de chuva, mas há muita incerteza…

No caso de haver uma corrente de leste teremos muito frio, mas maioritariamente seco

Por outro lado podemos ter uma situação mais Atlântica, mas com o anticiclone sempre à espreita, mas é possível que para o fim do mês possa começar a chover com maior regularidade

Não dou este cenário ainda por garantido uma vez que a persistência anticiclónica na nossa região é cada vez maior e o anticiclone estará lá sempre a ameaçar, aqui poderíamos falar de alterações climáticas, mas não vou entrar por aí, no entanto, e dadas as condições previstas, é o que acho mais provável

Espero que finalmente possa haver de facto uma mudança, pois precisamos de chuva, rapidamente… (Continuação do artigo depois da imagem)

Agora uma explicação mais detalhada para os mais curiosos sobre o que poderá ocorrer, tendo em contas as últimas observações, e todo o “caos” que se vai instalando na atmosfera devido à divisão do vórtice polar

Os efeitos da divisão do vórtice polar estão a demorar, mas lentamente, vão-se sentindo na circulação atmosférica

Por volta de dia 24\25 teremos a “invasão” dos ventos de leste que vão propagar-se da estratosfera para as camadas baixas pela Europa, nas latitudes 40-60ºN, daí ser previsível uma situação de muito frio, com a chamada “Beast From The East” na Europa, a exceção poderá\deverá ser Portugal, que pode escapar ao frio mais intenso

Mas em toda o resto da Europa o frio e os grandes nevões serão notícia

Também nos EUA podem até atingir recordes de temperatura mínima, com invasão de ar polar

É incerto o que irá ocorrer por cá, como já expliquei, pois tanto o anticiclone, como a influência atlântica irão definir o que irá ocorrer

A história passada diz-nos que a maior parte das vezes o frio acaba retido mais em Espanha, com o Atlântico\Anticiclone a “vencer”, no entanto houve várias situações onde isso não ocorreu e alguma bolsa de ar frio conseguiu mesmo entrar no nosso país, eventualmente com alguma precipitação e neve em locais a altitudes zero

Isso será uma situação a ver mais para a frente

Fica um mapa que indica a propagação da anomalia do vento da estratosfera para a troposfera (Conclusão do artigo depois da imagem)

 

Para terminar dizer então que inicialmente a partir de dia 24, e dada esta situação, o cenário mais provável será a corrente de leste\nordeste, seca e fria, mas depois à medida que o mês se aproxima do fim o Atlântico deverá começar a “dar sinais de vida”, e aí poderemos finalmente entrar no período mais chuvoso que necessitamos, mas ainda com dúvidas, e muitas…

As previsões longo prazo apontam a mudança em Fevereiro, mas como vos disse, não ligo muito a essas previsões pois considero que são pouco fiáveis, mas pode ser que desta estejam corretas

Assim esperemos, porque chuva precisa-se…

Claro que dadas as condições de frio instalado, com sorte, e digo isto apenas para não descartar essa hipótese, porque sabemos que é difícil, poderia nevar em locais pouco habituais… Fica a hipótese no ar, quem sabe…

lusometeopt

Felgueiras

Os comentários estão fechados.
Voltar